O turismo pós-Covid-19?

A pandemia do coronavírus (Covid-19) fez as fronteiras de países do mundo inteiro fecharem e, obrigatoriamente, todos entraram em quarentena. Diversos setores da economia foram afetados e, por consequência, o turismo foi cruelmente castigado. As pessoas tiveram de adiar seus planos de viagens (seja a lazer ou trabalho), postergando este projeto para um novo momento.

Desta forma, as empresas que vivem do turismo se reinventaram e se adequaram a uma nova realidade. Estratégias de vendas, campanhas, condutas de atendimento, entre outras esferas precisaram ser repensadas para superar este período de pandemia, mas principalmente, estar preparadas para a hora da retomada e dar o suporte necessário a todos que voltarem a viajar. E mais do que isso, encorajar e incentivar as pessoas a viajar, pois isso será possível sim!

Higienização

O “novo normal” exigirá das empresas de turismo e intermediadores de serviços um cuidado ainda maior com higienização. Por isso, as operadoras de viagem priorizarão em suas vendas produtos e serviços de fornecedores que estejam comprometidos com as novas normas e boas práticas. O Conselho Mundial de Viagem e Turismo – WTTC, na sigla em inglês – lançou um selo de segurança global, o “Safe Travels”, que será concedido a destinos e empresas do setor que adotarem e cumprirem os protocolos de higienização e distanciamento físico. O selo tem apoio da OMT – Organização Mundial do Turismo – e mais de 200 grandes empresas do setor em todo o mundo. Tudo para que o viajante tenha confiança de saber que estará protegido em suas viagens e que não deixe de sonhar com o momento de realizá-las.

Retomada

Logo no início da crise, a CVC Viagens criou a campanha institucional “Fique em casa. Viaje Depois”, com o objetivo de cuidar da saúde dos clientes reforçando que o melhor lugar do mundo, neste momento, é a casa deles. A retomada do setor ocorrerá pelo turismo doméstico, uma vez que os viajantes, em um primeiro momento, se sentirão mais seguros em fazer viagens mais próximas do seu ponto de partida. Diversas empresas de turismo já ofertam pacotes, principalmente, para o fim do ano, quando o turismo deverá se reaquecer de fato.

De acordo com o gerente da loja CVC do Shopping Praça da Moça, Ederson Soares, em Diadema (SP), outro ponto que será bastante valorizado nesta retomada é a personalização, ou seja, produtos adaptados à necessidade de cada cliente. “Na verdade, essa customização já vinha sendo praticada para cerca de 80% dos clientes da CVC, que podem ‘montar a sua viagem” adicionando serviços da forma que quiserem, como ingressos para parques, bilhetes aéreos, hospedagens, locação de carro, seguro viagem e assim por diante. Para o pós-pandemia, no entanto, pretendemos aperfeiçoar ainda mais esse serviço, com segmentação, desenvolvimento de produtos e serviços, bem como treinamentos de nossas equipes de vendas”, contou Ederson.

De acordo com o gerente, ainda durante a pandemia, uma solução adotada pela CVC para a tranquilidade dos clientes, foi a remarcação de passagens e viagens de forma rápida e gratuita, sem cobrança de taxas e multas para roteiros dentro do Brasil, com embarques a partir de agosto de 2020. “Em breve, os brasileiros voltarão a viajar de forma livre e segura, e a valorizar esses momentos que sempre foram tão especiais”, encerrou Ederson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *